© inêscannas.carrafouchas 2014

O VINHO

Inspirado na forma tradicional de fazer vinho, o Quinta das Carrafouchas resulta do trabalho apaixonado das suas gentes, pela terra e pela arte de tratar o vinho e a vinha. Licenciada desde 1932, só a partir de 1954 é que começou a produzir vinho branco o qual era vendido a granel. Após a implantação de novas variedades de cepas e remodelação da forma de condução da vinha é no presente a vinha privada mais próxima do centro de Lisboa. Optou-se pelas castas lusas: Tinta Roriz, Touriga Nacional e Arinto que são, quando necessário, regados com a mais pura água de mina. Para optimização da qualidade, a vindima é feita de forma manual e depositada em caixas de 20 kg, a fim de garantir o correcto transporte até à adega. Este vinho nasce de um conceito de máxima qualidade e é por isso que só verá a luz do dia nos anos em que todos os factores assim o permitam.
http://www.produtoresdevinho.pt/produtores-de-vinho/732/quinta-das-carrafouchas/#sthash.AYQJkvAN.dpuf

Casta Tinta Roriz

é conhecida como Tinta Roriz no norte de Portugal (Dão e Douro) e como Aragonez, ou Aragonês, no sul (Alentejo e Ribatejo) ou ainda como Abundante na Região de Lisboa.
É uma casta ibérica utilizada nos dois países sendo que em Espanha é conhecida principalmente por Tempranillo, mas também por Cencibel em La Mancha, Ull de Llebre na Catalunha, Tinta de Toro em Toro, Tinta del Pais e Tinto Fino em Ribera del Duero e Tinta de Madrid nas vinhas da capital espanhola
Esta enorme dispersão geográfica fica a dever-se a ser uma casta muito vigorosa e produtiva, que se adapta facilmente a diferentes climas e solos, apesar de com resultados diferentes.
A origem do seu nome Aragonez (ou Aragonês) está relacionada com a origem: aquele que é de Aragão. Por outro lado a designação espanhola mais comum, o Tempranillo, oriunda da região de Rioja está associada a ser uma casta muito precoce (ou temporã - em espanhol temprana)
Não é uma casta fácil, mas que costuma dar produções de qualidade em anos difíceis. Por tendencialmente ter baixa acidez é normalmente utilizada como casta de lote, para dar equilíbrio aos vinhos. Há até quem diga que mostra o seu melhor quando utilizada assim.

 

Casta Touriga Nacional 

é a casta portuguesa mais conhecida e elogiada, a grande casta tinta lusitana. É o “ex-libris” da viticultura portuguesa. Uma casta nobre que nas mais diversas condições, solos e climas, deixa sempre a sua marca, produzindo vinhos inconfundíveis com grande qualidade e forte personalidade. 
As suas virtudes nem sempre foram reconhecidas. Até 1980, a Touriga Nacional foi injustiçada porque a sua produção é pequena. Originária do Dão, a sua área de vinhas foi diminuindo, até que o mercado mudou e passou a exigir vinhos de qualidade e não de quantidade.
Foi então que a Touriga Nacional começou a ser plantada novamente no Dão, se espalhou para o Douro e depois para o Sul. Hoje está presente em todas as regiões demarcadas de Portugal e já é plantada também em outros países.
Os cachos são pequenos, mediamente compactos, os bagos também são pequenos, arredondados e de cor negra-azul. A produção é de apenas 1 a 1,5 Kg por cepa.
A Touriga Nacional produz ótimos vinhos varietais, e beneficia qualquer lote em que entra. É uma casta generosa, nobre e delicada.Como tudo o que é fino e elegante, precisa ser tratada com cuidados especiais. O vinho de Touriga Nacional impressiona pela cor intensa e pelos aromas florais com predominância para violeta, frutos silvestres maduros e resinosos lembrando esteva, uma planta muito comum no Douro. Na boca os taninos são poderosos e robustos, mas ao mesmo tempo delicados, finos e elegantes. Com todas estas qualidades, os vinhos com Touriga Nacional não poderiam deixar de ter um grande potencial de evolução na garrafa.

ÇALOYO 2009

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas

VINHO: Tinto

REGIÃO Lisboa

CLASSIFICAÇÃO: Regional

CLIMA: Atlântico

SOLO: Arenoso.

CASTA: Touriga Nacional

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após quatro dias

 de maceração a frio, fermentaram em lagares de inox a

26ºC durante 6 dias. Finda a fermentação malolática, o vinho estagiou durante 24 meses em Carvalho Francês usado.

ENGARRAFAMENTO: Setembro de 2011

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 14%

ACIDEZ TOTAL: 5,9 g/l

pH: 3,64

AÇUCARES REDUTORES: 4,4 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.

VINHO TINTO 2008

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas 

VINHO: Tinto 

REGIÃO: Lisboa 

CLASSIFICAÇÃO: Regional 

CLIMA: Atlântico  

SOLO: Franco Arenoso 

CASTA: Touriga Nacional (50%) + Aragonês (50%). 

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após quatro dias de maceração a frio,  

fermentaram em lagares de inox a 26ºC durante 6 dias. Finda a fermentação malolática, 50% estagiou 6 meses em barricas de carvalho francês e  

Americano usados. 

ENGARRAFAMENTO: Setembro de 2009 

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13,5% 

ACIDEZ TOTAL: 6,4 g/l 

pH: 3,4 

AÇUCARES REDUTORES: 3,3 g/L 

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC. 

VINHO TINTO 2009
Medalha de Prata BACCHUS 2012
VINHO BRANCO 2009

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas

VINHO: Branco

REGIÃO: Lisboa

CLASSIFICAÇÃO: Regional                                                                           

CLIMA: Atlântico

SOLO:  Franco Arenoso.

CASTA: Arinto.

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após 6 horas de

Contacto pelicular, fermentaram em cuba de inox a temperatura

Controlada (14ºC). 30% do vinho foi depois envelhecido em

Barricas de 225L de carvalho francês usado.

ENGARRAFAMENTO: Setembro  de 2010

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13%

ACIDEZ TOTAL: 5,8 g/l

pH: 3,22

AÇUCARES REDUTORES: 4,7 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas 

VINHO: Tinto 

REGIÃO: Estremadura 

CLASSIFICAÇÃO: Regional 

CLIMA: Atlântico  

SOLO: Arenoso. 

CASTA: Touriga Nacional (50%) + Aragonês (50%). 

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após quatro dias 

 de maceração a frio, fermentaram em lagares de inox a  

26ºC durante 6 dias. Finda a fermentação malolática, 50%  

estagiou 6 meses em barricas de carvalho francês e  

Americano usados. 

ENGARRAFAMENTO: Agosto de 2010 

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13,5% 

ACIDEZ TOTAL: 5,0 g/l 

pH: 3,8 

AÇUCARES REDUTORES: 2,0 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.    

VINHO TINTO 2010

Casta Arinto

muito cultivada em Portugal desde o Douro ao Alentejo, é a principal casta de Bucelas e uma das mais finas e apropriadas para a formação de vinhos brancos de pasto delicados e aromáticos, sem os deixar perdidos sob a impressão de uma nota alcoólica exagerada que justamente não deixa sobressair as suas qualidades de graça, frescura e perfume. 

Nas encostas arejadas e com boa exposição solar, o Arinto atinge facilmente um teor alcoólico de 11 a 12 graus e uma boa acidez fixa. É deste equilibrio entre o álcool e a acidez por um lado, e os aromas primários intensamente frutados e citrinos, que faz com que os vinhos desta casta se distingam dos restantes. Estes vinhos apresentam um grande potencial de envelhecimento, tendo uma evolução interessante no seu primeiro ano de vida, conservando essa complexidade aromática durante dois ou três anos, o que muito os caracteriza. 
Na prova, os vinhos de Arinto são muito frescos, devido à acidez natural, e aromaticamente muito intensos. É talvez das poucas castas brancas portuguesass com personalidade forte o que origina, só por si, vinhos equilibrados e característicos. 
A clarificação dos vinhos é um pouco demorada.

 

 

 

O Vinho Tinto Quinta das Carrafouchas 2010 ganha a medalha de Ouro no concurso mundial de Bruxelas
Medalha de Ouro BACCHUS 2013
Medalha de Prata SELEZIONE DEL SINDACO 2013

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas

VINHO: Branco

REGIÃO: Lisboa

CLASSIFICAÇÃO: Regional                                                                           

CLIMA: Atlântico

SOLO:  Franco Arenoso.

CASTA: Arinto.

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após 6 horas de

Contacto pelicular, fermentaram em cuba de inox a temperatura

Controlada (14ºC). 30% do vinho foi depois envelhecido em

Barricas de 225L de carvalho francês usado.

ENGARRAFAMENTO: Setembro  de 2011

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13%

ACIDEZ TOTAL: 5,8 g/l

pH: 3,22

AÇUCARES REDUTORES: 4,7 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.

VINHO BRANCO 2010
VINHO BRANCO 2011

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas

VINHO: Branco

REGIÃO: Lisboa

CLASSIFICAÇÃO: Regional                                                                           

CLIMA: Atlântico

SOLO:  Franco Arenoso.

CASTA: Arinto.

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após 6 horas de

Contacto pelicular, fermentaram em cuba de inox a temperatura

Controlada (14ºC). 30% do vinho foi depois envelhecido em

Barricas de 225L de carvalho francês usado.

ENGARRAFAMENTO: Setembro  de 2012

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13%

ACIDEZ TOTAL: 5,8 g/l

pH: 3,22

AÇUCARES REDUTORES: 4,7 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas

VINHO: Branco

REGIÃO: Lisboa

CLASSIFICAÇÃO: Regional                                                                           

CLIMA: Atlântico

SOLO:  Franco Arenoso.

CASTA: Arinto.

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após 6 horas de

Contacto pelicular, fermentaram em cuba de inox a temperatura

Controlada (14ºC). 30% do vinho foi depois envelhecido em

Barricas de 225L de carvalho francês usado.

ENGARRAFAMENTO: Setembro  de 2013

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13%

ACIDEZ TOTAL: 5,8 g/l

pH: 3,22

AÇUCARES REDUTORES: 4,7 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.

 

http://www.etudoovinholevou.com/quinta-das-carrafouchas-branco-2012/

 

 

VINHO BRANCO 2012

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas 

VINHO: Tinto 

REGIÃO: Estremadura 

CLASSIFICAÇÃO: Regional 

CLIMA: Atlântico  

SOLO: Arenoso. 

CASTA: Touriga Nacional (50%) + Aragonês (50%). 

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após quatro dias 

 de maceração a frio, fermentaram em lagares de inox a  

26ºC durante 6 dias. Finda a fermentação malolática, 50%  

estagiou 6 meses em barricas de carvalho francês e  

Americano usados. 

ENGARRAFAMENTO: Agosto de 2011

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13,5% 

ACIDEZ TOTAL: 5,0 g/l 

pH: 3,8 

AÇUCARES REDUTORES: 2,0 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.   

 

http://www.airdiogonumcopo.com/2013/09/quinta-das-carrafouchas-2010-corpo-e.html 

VINHO BRANCO 2017

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas

VINHO: Branco

REGIÃO: Lisboa

CLASSIFICAÇÃO: Regional                                                                           

CLIMA: Atlântico

SOLO:  Franco Arenoso.

CASTA: Arinto.

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após 6 horas de

Contacto pelicular, fermentaram em cuba de inox a temperatura

Controlada (14ºC). 30% do vinho foi depois envelhecido em

Barricas de 225L de carvalho francês usado.

ENGARRAFAMENTO: Setembro  de 2013

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13%

ACIDEZ TOTAL: 5,8 g/l

pH: 3,22

AÇUCARES REDUTORES: 4,7 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.

 

 

 

VINHO TINTO 2013

PRODUTOR: Maria Veneranda da Costa Cannas 

VINHO: Tinto 

REGIÃO: Estremadura 

CLASSIFICAÇÃO: Regional 

CLIMA: Atlântico  

SOLO: Arenoso. 

CASTA: Touriga Nacional (50%) + Aragonês (50%). 

VINIFICAÇÃO: As uvas desengaçadas após quatro dias 

 de maceração a frio, fermentaram em lagares de inox a  

26ºC durante 6 dias. Finda a fermentação malolática, 50%  

estagiou 6 meses em barricas de carvalho francês e  

Americano usados. 

ENGARRAFAMENTO: Agosto de 2011

TEOR ALCOOLICO POR VOLUME: 13,5% 

ACIDEZ TOTAL: 5,0 g/l 

pH: 3,8 

AÇUCARES REDUTORES: 2,0 g/L

ARMAZENAGEM: Manter em local arejado, húmido, com pouca luz e a uma temperatura igual ou inferior a 17ºC.   

 

http://www.airdiogonumcopo.com/2013/09/quinta-das-carrafouchas-2010-corpo-e.html